Você sabia que o entulho pode se transformar em areia e brita?

Um dos setores que mais cresce no mundo é o da construção civil, não só no setor habitacional, mas também de infraestrutura das cidades com obras e reformas. Logo a produção de resíduos sólidos aumenta consideravelmente a cada ano, gerando assim grande impacto ambiental.


Para diminuir esse impacto e diminuir os custos da obra, existem maneiras de reaproveitar o entulho produzido ou até mesmo fazer a reciclagem. Sim, parte desse entulho pode se transformar em areia, brita, bica corrida, rachão, pedrisco (todos reciclados).


Neste artigo, vamos falar sobre esses materiais provenientes do entulho reciclado, mas é preciso você saber que não é qualquer RCC que tem essa particularidade.


No Brasil, de acordo com o artigo 13 da Lei 12.305/10 (Política Nacional de Resíduos Sólidos), os RCC (Resíduos da Construção Civil) são aqueles “gerados nas construções, reformas, reparos e demolições de obras de construção civil, incluídos os resultantes da preparação e escavação de terrenos para obras civis”.


Entretanto, a Resolução Conama 307 de 2002 especifica ainda essa divisão dos RCC como apenas os da classe A que podem ser reciclados. São os resíduos provenientes de:

  • pavimentação

  • obras de infraestrutura,

  • terraplanagem,

  • edificações com componentes cerâmicos (tijolos, blocos, telhas, placas de revestimento etc.),

  • argamassa e concreto,

  • peças pré-moldadas em concreto (blocos, tubos, meio-fios etc.) produzidas nos canteiros de obras.



É uma questão de responsabilidade ambiental

A política de coleta de entulho deve estar integrada aos serviços de limpeza urbana municipal. É um trabalho em conjunto com sociedade civil e o governo.


Para que, de fato, ocorra a reciclagem de entulho, as empresas de construção civil devem estar cientes de que os RCC enviados, por exemplo, às Estações de Reciclagem de Entulho (EREs), como ocorre na capital mineira, precisam ter no máximo 10% de rejeitos de materiais como gesso, asfalto, amianto, madeira, plástico, papel, papelão e outros. Não pode haver material orgânico. Não esqueça de que as URPVs também recebem esse material.


A Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição (Abrecon) tem um mapa de cidades onde existem empresas que compram esse material, fazem o processo da reciclagem e ainda comercializam os agregados reciclados.


Reciclar diminui custos

Ao reaproveitar ou reciclar o entulho produzido na obra, o custo diminui, porque é possível usar o material novamente mesmo que seja para outra finalidade.


De modo algum o valor mais baixo vai interferir na qualidade do produto. É uma questão de economia tanto para uma obra em casa ou para grandes obras da construção civil.


Fazer uma boa pesquisa de empresas que compram o entulho, que comercializam o material reciclado ou até mesmo alugar um maquinário para essa finalidade fazem diferença no orçamento.



Qualidade dos produtos

O material reciclado não é de baixa qualidade, por ter um custo menor. Ele é resultado do reaproveitamento do entulho, transformado em matéria prima.


Lembre-se de que: os agregados reciclados não podem ser utilizados em partes estruturais, vigas e colunas no canteiro de obras.


Mas afinal, em quais materiais o entulho pode se transformar?


Areia reciclada é resultado dos resíduos de concreto e de construção civil e demolição e tem dimensão inferior a 4,8 mm. Pode ser utilizada em argamassa para assentamento de alvenaria e vedação, pisos e contrapisos.


Pedrisco reciclado, obtido da britagem de material misto (fragmentos de concreto e material vermelho) tem dimensão de aproximadamente 6,3 mm. Recomenda-se o uso para artefatos de concreto não estrutural, assentamentos de pisos não intervalados, blocos de vedação e manilhas de esgotos. Alguns consideram o pedrisco como a brita 0.


Brita 1 reciclada, com dimensão máxima inferior a 39 mm é o produto oriundo da reciclagem de materiais da construção civil como concretos, blocos de concreto e material vermelho. Pode ser usada em: fabricação de concretos não estruturais; drenagens; obras de base e sub-base de pavimentação de vias; pátios industriais, aterros e acertos topográficos de terrenos ou assentamentos de tubos.


Bica Corrida é um material com dimensão máxima de 63 mm, obtido dos resíduos da construção civil e demolição, mas com característica diferente. Ela é isenta de material (como o terrão de argila) que prejudica a compactação. A recomendação de uso é semelhante ao da brita 1: obras de base e sub-base de pavimentação de vias; pátios industriais, aterros topográficos e assentamentos de tubos. No entanto, pode ser utilizada também para melhoria da condição de rolamento de estradas não pavimentadas ou rurais.


Rachão Reciclado é o produto obtido da britagem direta de concretos, blocos de concretos e material vermelho da construção civil e demolição. Com dimensão de até 150 mm, pode ser utilizado em terraplenagem, drenagem, camadas de empedramento e agulhamento em pavimentação.


Novas tecnologias

O mercado cada vez mais tem inovado nas construções. Existem outras tecnologias para diminuir os resíduos gerados nas obras, o que proporciona até menor tempo de construção. Em alguns países da Europa, já está em estudo o concreto estrutural com agregado reciclável. Esperemos que um dia essa tecnologia chegue ao Brasil.



Faça a sua parte

É praticamente impossível saber qual é o custo social e financeiro para o meio ambiente, para a qualidade de vida das pessoas se os resíduos são ou não descartados corretamente. De qualquer maneira, a sociedade sofre ou se beneficia com isso.


Reutilize e recicle o que puder na sua obra ou na reforma. É preciso ter essa consciência. Informação nunca é demais e isso vai te ajudar de alguma forma na diminuição do impacto ambiental provocado pela construção civil.


Alugalogo

É uma empresa que se preocupa com a destinação responsável do RCC. Para isso, fornecemos em nossa plataforma um meio simples e ágil que ajudará você a encontrar a caçamba ideal para a sua obra, pois unimos em um só lugar vários locadores de caçamba legalizados e responsáveis tanto no âmbito ambiental quanto social.


Assim, você ganha em qualidade, praticidade e fica livre das dores de cabeça geradas por prestadores de serviço ilegais, como receio de que o entulho seja descartado incorretamente no meio ambiente e multas ambientais.


Acesse o site e faça o seu orçamento agora!