top of page

Qual o papel da arquitetura sustentável no futuro das cidades? Saiba tudo


arquitetura sustentável
Imagem de Skyoverse por Pixabay

Estamos diante de um mundo cada vez mais antenado com as questões ambientais e isso é um ponto positivo, mesmo que ainda falte muito a ser feito até que a preservação seja completa.


Este fato faz com que novas formas e técnicas de trabalho surjam a fim de intensificar as forças a favor da sustentabilidade. Um exemplo que vem sendo amplamente utilizado é a arquitetura sustentável.


Ela é uma forma de diminuir os danos ambientais causados pela construção civil, sem que o setor seja afetado. Por isso, é muito importante que todos fiquem por dentro do conceito e como ele pode ser aplicado em todos os tipos de obra e projetos de arquitetura e engenharia.


O que de fato é a Arquitetura Sustentável?


A arquitetura e os profissionais da área são os responsáveis por planejar e executar os projetos de edificações, incluindo também a urbanização dos centros urbanos.


Então, quando falamos em arquitetura sustentável, é possível dizer que se trata de uma abordagem do projeto arquitetônico que busca criar espaços habitáveis e edificações de forma a minimizar o impacto ambiental e promover a utilização eficiente de recursos naturais.


Entre os seus objetivos, pode-se citar a integração harmoniosa da construção com o meio ambiente, levando em consideração os aspectos sociais, econômicos e ambientais, integrados em todo o processo de planejamento, projeto e execução de um edifício.


Vale dizer que este método arquitetônico consegue abranger uma variedade de princípios e estratégias que visam reduzir o consumo de energia, a emissão de gases de efeito estufa, o desperdício de materiais, a poluição do ar e da água, além de promover a saúde e o bem-estar dos ocupantes.


Em resumo, é uma forma de continuar construindo sem que o meio ambiente sofra grandes danos que, na maioria das vezes, são causados pelo uso incorreto ou excessivo de recursos naturais.


Quais são os princípios da Arquitetura Sustentável?


Como falado, a sustentabilidade nos projetos de arquitetura tem como principal objetivo e princípio a preservação ambiental.


Para que isso aconteça, os projetos são feitos com base no reaproveitamento de materiais e também no aproveitamento das condições climáticas do local da construção, ocorrendo assim a redução da necessidade de sistemas artificiais de aquecimento, refrigeração e iluminação.


Por exemplo, um edifício pode ser projetado de forma a captar a luz solar e aproveitar a ventilação natural, reduzindo assim a demanda por energia elétrica.


Além disso, a arquitetura sustentável também se preocupa com a saúde e o conforto dos usuários dos edifícios. Isso envolve a utilização de materiais de construção não tóxicos, a melhoria da qualidade do ar interno, a criação de espaços flexíveis e adaptáveis, e a promoção de áreas verdes e de lazer.


É claro que tudo isso é possível a partir da colaboração entre arquitetos, engenheiros, designers e outros profissionais que trabalham em conjunto para que se criem soluções integradas e eficientes.


Conheça alguns exemplos práticos


Para compreender ainda melhor a necessidade e flexibilidade desses projetos sustentáveis, a seguir estão alguns exemplos práticos que estão cada vez mais presentes na execução dos mais variados tipos de projetos.


Veja:


Estratégias para melhorar a eficiência energética


Os projetos estão sendo elaborados com estratégias que auxiliam na redução do gasto energético, sem afetar a sua eficiência. Um exemplo é o aproveitamento da luz natural, incluindo janelas em locais específicos em que a luz entra nos cômodos e elimina a necessidade de utilizar a energia durante boa parte do dia.


Além disso, o aproveitamento de energia renovável, como painéis solares ou turbinas eólicas, também está sendo muito considerado.


Uso de Materiais Sustentáveis


A arquitetura sustentável também está presente na seleção dos materiais de construção. A ideia é dar prioridade àqueles que sejam ecologicamente corretos, como madeira certificada, tijolos ecológicos, concreto com menor emissão de CO2 e revestimentos sustentáveis.


Pode-se optar também por materiais reciclados ou recicláveis, reduzindo o impacto ambiental e promovendo a economia circular.


Investimento em técnicas de gestão da água


Os projetos podem incluir estratégias para reduzir o consumo de água potável, como a instalação de sistemas de captação e reutilização de água da chuva, a utilização de torneiras e chuveiros com baixo consumo de água e a implementação de sistemas de irrigação eficientes. Também é possível incorporar tecnologias de tratamento de água para reuso, como sistemas de filtragem e purificação.


Gestão de Resíduos


Durante a execução da obra, é possível adotar práticas de gestão de resíduos, como a separação e destinação correta dos resíduos de construção, priorizando a reciclagem e minimizando o descarte em aterros.


Vale ressaltar que, apesar da gestão de resíduos ser uma prática que é incluída na arquitetura sustentável, todo o processo que vai desde a separação até o descarte deve ser muito bem planejado e de acordo com as leis.


A não execução dessas ações pode fazer com que a obra receba multas e até paralisações. Assim, o ideal é que se tenha um plano bem elaborado de gestão, contando sempre com o aluguel de caçambas licenciadas.


Percebe-se então que a Arquitetura Sustentável é uma ótima forma de construir um futuro cada vez mais sustentável e preocupado com o bem-estar de todo o planeta.


Não se esqueça que Alugalogo dá total apoio para que você encontre uma caçamba licenciada em sua região, ajudando ainda mais a sua empresa a fazer parte desse futuro cada vez mais sustentável.





bottom of page