top of page

Qual a importância da preservação da biodiversidade?


preservação da biodiversidade
Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

A preservação da biodiversidade é um assunto muito falado no momento. No entanto, apesar da disseminação da necessidade da proteção de toda a natureza, é possível dizer que ainda é preciso ajustar inúmeros fatores para que o caminho da sustentabilidade e preservação sejam trilhados.


Por esse motivo, é necessário que empresas privadas, órgãos públicos e os próprios governantes busquem formas de fazer a sua parte. Mas para que isso aconteça, é preciso, em primeiro lugar, entender o que de fato é a biodiversidade e quais danos a sua não preservação pode causar para o planeta.


Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto, entendendo o conceito, motivos que mostram a importância da proteção da natureza e também o que pode ser feito para que cada vez mais possamos viver em um mundo com uma maior consciência ambiental.


O que é a biodiversidade?


O conceito de biodiversidade faz referência à variedade de formas de vida existente no planeta, incluindo a diversidade de plantas, animais, fungos e microrganismos. Vale dizer também que estão incluídos a diversidade genética dentro de cada espécie, assim como os ecossistemas.


Com isso, fica evidente o quanto a biodiversidade é um elemento indispensável para que se possa fazer a manutenção dos processos ecológicos que atuam a favor da sustentabilidade do planeta, como a polinização de culturas, regulação do clima e a purificação da água e do ar.


Em resumo, a biodiversidade está à nossa volta, realizando todos os processos necessários para que todas as espécies possam sobreviver, incluindo o ser humano, deixando claro o quanto ela é importante e tem a necessidade de ser preservada.


Por que a preservação da biodiversidade é importante?


Para que você entenda a necessidade da preservação ambiental, precisamos voltar em um ponto importante citado anteriormente, que é o fato dela ser fundamental para que a manutenção dos processos ecológicos aconteçam.


Diante disso, pode-se dizer que este é o primeiro ponto a ser ressaltado, dando início a resposta do quão importante e necessário é essa preservação, pois, sem o seu perfeito funcionamento, a qualidade de vida de todos os seres é afetada.


Além disso, a biodiversidade se faz necessária para a economia. Saiba que muitos setores dependem dos recursos naturais fornecidos pelos ecossistemas, como a pesca, a agricultura, o turismo, a indústria farmacêutica, entre outros. A perda de biodiversidade pode levar à redução da produtividade e à diminuição da oferta desses recursos, afetando negativamente a economia global.


É bom frisar também que todas as formas de vida têm o direito de existir e coexistir no planeta. Então, ao agirmos na direção contrária dessa preservação, estamos eliminando o direito básico de todos os seres, podendo dizer que essas ações sustentáveis são responsabilidades éticas e morais da humanidade.


O que pode ser feito para que essa preservação aconteça?


Agora que o conceito e a importância da preservação da biodiversidade foram apresentados, chegou o momento de pensar em como colocar ações de proteção em prática.


O mais importante, antes de agir, é pensar no quanto o planeta é diverso e como cada parte pode exigir diferentes atitudes, mesmo que elas tenham o mesmo objetivo. Por isso, é imprescindível que qualquer ato seja realizado com base em estudos e com a ajuda de profissionais que realmente entendem a dinâmica de toda a natureza.


Mas mesmo diante dessa cautela perante às escolhas das ações, ainda é possível citar alguns exemplos comuns e que podem ser aplicados em diferentes regiões do Brasil e do mundo.


Veja a seguir:


Criação de áreas protegidas


A criação de parques nacionais, reservas ecológicas e outras áreas protegidas é uma das formas mais eficazes de proteger a biodiversidade. Essas áreas são importantes refúgios para a fauna e a flora e permitem que os ecossistemas naturais se regenerem e se mantenham saudáveis.


Controle de espécies


Quando se fala em controle das espécies, não estamos falando de prender, mas sim de adequar o ambiente para que elas possam sobreviver. Para se ter uma ideia, existem algumas espécies invasoras que são capazes de ameaçar a biodiversidade nativa.


Por isso, é importante que se faça um monitoramento e controle da sua expansão, realizando controles biológicos e até barreiras físicas.


Práticas agrícolas sustentáveis


A adoção de práticas agrícolas sustentáveis, como o cultivo orgânico, a rotação de culturas e o uso de agroflorestas, pode reduzir o impacto da agricultura sobre a biodiversidade e garantir a conservação do solo e da água.


Mas é claro que essas ações só terão sucesso se as empresas do setor passarem a se preocupar com a preservação da biodiversidade, além, é claro, da criação de algumas políticas que favoreçam atitudes sustentáveis no agro.


Redução da poluição


A redução da poluição do ar, da água e do solo é importante para proteger a biodiversidade e manter a qualidade de vida das espécies que habitam os ecossistemas. Isso pode ser feito com a redução da emissão de gases poluentes vindos de indústrias, veículos e usinas de energia.


No caso da água, a redução de emissões de poluentes pode ser obtida através da melhoria dos sistemas de tratamento de efluentes e do controle das descargas industriais.

Mitigação das mudanças climáticas


A mitigação das mudanças climáticas é crucial para a conservação da biodiversidade, já que as mudanças no clima afetam negativamente as espécies e os ecossistemas. Uma forma de evitar o avanço dessas mudanças é criando medidas que visam a diminuição da emissão de gases de efeito estufa, além da adoção de práticas sustentáveis.


Mais uma vez as indústrias e usinas têm um papel fundamental nessa luta, pois elas são as responsáveis por emitir uma grande quantidade de gases poluentes.


Educação e conscientização


Para que essa e as outras gerações possam viver em um mundo mais sustentável e com o dever da preservação da biodiversidade é preciso trabalhar a conscientização ambiental na educação.


Se uma criança aprende desde pequeno a necessidade de proteger o meio ambiente e tem em mente os danos causados por atitudes erradas, ela tem uma grande chance de ser um adulto que tenha atitudes sustentáveis e lute pelas causas ambientais.


Essas são apenas algumas das ações que podem ser tomadas para preservar a biodiversidade. É sempre bom frisar que a conservação da biodiversidade é uma responsabilidade compartilhada por governos, empresas e indivíduos em todo o mundo, e que a preservação dos ecossistemas naturais é essencial para garantir a saúde e o bem-estar das gerações presentes e futuras.


댓글


bottom of page