top of page

Quais são os princípios do desenvolvimento sustentável?


Desenvolvimento sustentável
Imagem de Pixabay

Quando se fala em sustentabilidade, é preciso ter um olhar mais amplo para que as ações possam fazer sentido como um todo, ou seja, analisar o que pode ser feito para preservar o meio ambiente, sem danos à economia e sociedade.


Com base nisso, o desenvolvimento sustentável vem ganhando cada vez mais destaque nas discussões sobre o futuro do nosso planeta. Isso acontece por conta do aumento da população e também da necessidade de equilibrar o uso de recursos naturais e o progresso humano.


Mas para que o objetivo traçado por este modelo de desenvolvimento seja alcançado, foi preciso estudo e o estabelecimento de alguns princípios fundamentais que norteiam a busca pela sustentabilidade aliada a questões sociais e econômicas.


Continue a leitura e passe a compreender melhor o conceito, objetivos e os princípios que devem ser aplicados.


O que é o desenvolvimento sustentável?


Vale dizer, em primeiro lugar, que a discussão sobre o desenvolvimento sustentável teve as suas primeiras abordagens na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente Humano que aconteceu em Estocolmo (Suécia), em 1972.


Este debate inicial foi de extrema importância para que o mundo pudesse começar a entender melhor sobre os riscos ambientais que algumas políticas voltadas para a industrialização poderiam trazer. No entanto, foi somente em 1987 que as discussões foram sistematizadas, formando o documento “Nosso Futuro Comum”, estabelecendo de fato o termo “desenvolvimento sustentável”.


Em resumo, entende-se hoje que este desenvolvimento tem como objetivo conciliar o progresso humano com a preservação do meio ambiente, visando atender às necessidades da geração atual sem comprometer a capacidade das futuras gerações de suprir suas próprias necessidades. Em outras palavras, busca-se alcançar um equilíbrio entre o desenvolvimento econômico, a inclusão social e a proteção ambiental.


Mas para que isso aconteça, é preciso reconhecer que o crescimento econômico e social não pode ocorrer de forma ilimitada e insustentável, sem a preocupação com o esgotamento dos recursos naturais e degradação do meio ambiente.


Quais são os princípios e objetivos?


Quando se fala em desenvolvimento sustentável, não devemos esquecer que o conceito tem como base três princípios, sendo eles: sustentabilidade econômica, ambiental e social.


Ter esse conhecimento já faz com que possamos ter uma visão mais clara sobre os objetivos da luta por ações sustentáveis, em conjunto com o progresso social e econômico da sociedade, como se pode ver a seguir:


  • Integração dos aspectos econômicos, sociais e ambientais;

  • Tomada de decisões pautadas na precaução e prevenção de danos ambientais e sociais significativos;

  • Destacar a importância de promover a igualdade de oportunidades, a inclusão social e a distribuição justa dos benefícios e ônus do desenvolvimento.

  • Promover a participação e o engajamento da sociedade civil para a construção de um desenvolvimento sustentável efetivo.


Mas, além desses pontos apresentados anteriormente, também foram confeccionados na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), uma lista com 17 objetivos que devem ser reavaliados em uma nova reunião que está prevista para acontecer em 2030.


Para entender melhor o que está estipulado no documento chamada “O Futuro que Queremos”, veja alguns dos 17 itens presentes na lista:


  • Erradicar a pobreza;

  • Educação de qualidade;

  • Igualdade de gênero;

  • Redução das desigualdades;

  • Cidades e comunidades sustentáveis;

  • Consumo e produção responsáveis;

  • Paz, justiça e instituições eficazes;

  • Parcerias e meios de implementação.


Percebe-se então como a sustentabilidade aplicada a diferentes setores sociais e empresariais pode trazer inúmeros benefícios para a humanidade.


Exemplos práticos de ações voltadas para o desenvolvimento sustentável


O mais interessante do desenvolvimento sustentável é que ele pode ser desenvolvido tanto de forma individual quanto coletiva. Ou seja, todos podem se engajar na causa para que as transformações possam acontecer.


A fim de demonstrar um pouco melhor sobre essas ações, confira a seguir o que pode e também o que já vem sendo feito, tendo como base os princípios e também a lista de objetivos criados e documentados.


Confira:


Aumento dos investimentos em energia solar, eólica, hidrelétrica e outras fontes renováveis


Esse investimento tem sido uma das principais iniciativas para reduzir a dependência de combustíveis fósseis e diminuir as emissões de gases de efeito estufa. Essa transição para fontes limpas e renováveis de energia contribui para a sustentabilidade ambiental e reduz os impactos das mudanças climáticas.


Promoção da eficiência energética


Adoção de tecnologias e práticas que promovam a redução do consumo de energia, como equipamentos mais eficientes, melhorias no isolamento térmico de edifícios, uso de sistemas de iluminação de baixo consumo e outros.


Agricultura Sustentável


A agricultura sustentável busca conciliar a produção de alimentos com a preservação dos recursos naturais. Como exemplo, temos a agricultura orgânica, o uso eficiente de água, conservação do solo e a preservação da biodiversidade. Essas práticas são ótimas para a redução da dependência de agrotóxicos, melhorando a qualidade dos alimentos.


Transporte Sustentável


Iniciativas de transporte sustentável incluem o incentivo ao uso de transportes públicos, a promoção de infraestruturas cicloviárias, o estímulo ao compartilhamento de veículos e a adoção de veículos elétricos. Essas ações visam reduzir as emissões de gases poluentes e melhorar a qualidade do ar nas cidades, além de promover formas mais eficientes e sustentáveis de mobilidade.


Gestão de Resíduos


A gestão adequada de resíduos é fundamental para minimizar os impactos ambientais. Isso envolve a redução na geração de resíduos, a reciclagem e reutilização de materiais, a compostagem de resíduos orgânicos e a destinação correta de resíduos perigosos. Além disso, a promoção da economia circular busca transformar resíduos em recursos, fechando o ciclo de produção e minimizando a extração de matéria-prima.


Esses exemplos ilustram como ações práticas podem ser implementadas em diferentes setores, contribuindo para o desenvolvimento sustentável.


Vale ressaltar também que o alcance dos objetivos traçados requer um esforço coletivo, onde o governo, empresas, organizações da sociedade civil e cidadãos devem trabalhar concomitantemente para que então o futuro sustentável seja concretizado.


Comments


bottom of page