Dicas para otimizar o tempo, e não ter dores de cabeça na reforma de casa!


A reforma da casa é sempre um momento muito aguardado pela família, seja pelo processo de ver a casa sendo transformada, ou pela vontade de morar na casa pronta, e totalmente renovada.


Mas não se deve esquecer que, o processo da obra em si, é estressante, pode ter diversos imprevistos e transtornos, que podem causar dor de cabeça para a família. Por isso, neste artigo, trouxemos algumas dicas que vão te ajudar a otimizar o tempo, fazer escolhas inteligentes, para que a reforma da sua casa seja um sucesso, confira abaixo.


Busque inspirações antes de iniciar a reforma


É importante buscar inspirações antes botar as mãos na massa, e avaliar tudo o que você deseja para a sua nova casa. Desde a estrutura, até os detalhes, passando por acabamentos, cores, revestimentos.


Defina um estilo que você quer para a sua casa, pois isso irá otimizar a reforma, começar sem saber o que quer, e sem buscar inspirações pode causar frustrações no final, e o resultado não ficar como o esperado.


Orçamento


É necessário estipular um teto para ser gasto para que os gastos não fujam do controle, é importante também incluir 15% no valor para imprevistos que, querendo ou não, sempre surgem pelo caminho.


Após organizar suas finanças, o passo seguinte é pesquisar preços e solicitar orçamentos. Faça uma planilha dos serviços e produtos que serão utilizados. A recomendação é que cada serviço tenha três orçamentos, pois a diferença de preço pode compensar. Verifique com cuidado propostas, prazos e custo-benefício do serviço.


Planejamento


Um cronograma bem feito pode te salvar de atrasos nas obras e gastos extras. Vale comprar uma agenda e anotar tudo em forma de checklist desde que as etapas sejam seguidas. Em geral, a reforma pode ser iniciada por tarefas complexas, como reparos em rede hidráulica e demolição de parede. Para obras externas, não planeje nada em períodos chuvosos, pois a chuva pode atrapalhar, e atrasar o andamento da reforma.


Defina prioridades


Antes de qualquer coisa, as prioridades devem ser estabelecidas claramente. Nem sempre será possível transformar tudo de uma só vez, por isso, é necessário definir o que é mais importante no momento. Nessa etapa, identifique quais são os espaços em que a reforma realmente é urgente e comece por esses serviços.


Um outro cuidado essencial é identificar os caminhos críticos da reforma, ou seja, atividades que comprometem ou influenciam o andamento de outras e devem ser tratadas com atenção. Isso permitirá que você determine a sequência correta das tarefas. Por exemplo, para executar um forro de gesso é preciso que todos os pontos elétricos já estejam definidos e preparados. Já a pintura é o último serviço a ser executado.


Com esse objetivo, a conversa prévia com os profissionais responsáveis pelos serviços é indispensável. Essa interação permitirá que você crie um cronograma com prazos factíveis para cada tarefa, programe os desembolsos e faça as contratações com maior precisão. Ou seja, não é necessário comprar todo o material de uma vez ou fechar os contratos em um mesmo momento, caso seja uma reforma mais longa.


Além disso, conhecer as atividades que serão executadas e o tempo de duração de cada uma evita que equipes diferentes trabalhem no mesmo ambiente simultaneamente, o que pode criar interferências entre os serviços. Não se esqueça, também, de planejar a logística para acesso do material e para a remoção dos entulhos.


Profissionais especializados


A escolha de bons profissionais evita muita dor de cabeça, portanto, não economize no tempo dedicado a essa fase. Procure especialistas que tenham valores que caibam no seu bolso. Esse setor possui muitas normas regulamentadoras, contratar alguém confiável é garantir um serviço bem feito e seguro para sua casa.


Materiais de boa qualidade


A pesquisa por materiais deve ser rigorosa e levar em conta vários fatores, como qualidade, segurança, economia e durabilidade. Claro que gastar menos é importante, mas pense, a escolha de boas matérias primas, vai garantir que a reforma dure por mais tempo, o que representa uma economia no final das contas. Além disso, economia não pode ser acompanhada da falta de qualidade ou insegurança.


Nessa procura por bons materiais, tente negociar descontos de um fornecedor, e efetuar o pagamento da compra à vista, isso pode salvar alguns reais na hora da reforma.


Fique atento às questões legais


Nem sempre é possível fazer todas as alterações que você quer, como derrubar uma parede ou construir mais um andar. É fundamental analisar a estrutura do seu imóvel e conferir as normas da prefeitura, condomínio e código de obras para que sua reforma seja feita de forma correta sem violar nenhuma legislação ou colocar em risco a estrutura do imóvel. Sempre peça a ajuda de um profissional.


Cuidado na hora de colocar tudo abaixo


A demolição de estruturas é bem comum em obras, mas deve ser feita por profissionais registrados nos órgãos competentes, como o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Pessoas sem treinamento podem provocar danos ao imóvel.


Telhados e coberturas


Lembre-se do telhado na hora de planejar sua reforma as goteiras nos tempos de chuva são a melhor forma de identificar a necessidade de um reparo. É importante não adiar o conserto, já que o defeito pode causar outros problemas, como infiltrações.


Hidráulica


Fuja das alterações hidráulicas se sua ideia é fazer uma obra rápida. O processo é longo: a retirada de revestimentos, troca de encanamento, testes, fechamento da alvenaria e outras etapas demandam bastante tempo. Uma alternativa é procurar opções mais rápidas, como o uso de encanamentos aparentes.


Gostou das nossas dicas? Então acompanhe a Alugalogo nas redes sociais, e fique por dentro de mais dicas e informações relevantes sobre obras, reformas, locações de equipamentos, e muito mais!


Facebook: facebook.com/alugalogo

Instagram: instagram.com/alugalogo

LinkedIn: linkedin.com/company/alugalogo/


#Alugalogo #digitalização #mundocompartinhado #digital #caçamba #períodochuvoso #chuva #entulho #obra #reforma #construçãocivil