Consumo consciente: você sabe qual a importância do sucateiro para a sociedade?

Você sabia que a profissão de trabalhador da coleta e seleção de material reciclável, segundo a Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é nº 5192-05? Sim e está de acordo com a legislação do Ministério do Trabalho e Previdência (MTE).


Esta profissão movimenta um enorme mercado de exportações no país. Só de sucata ferrosa (material usado na composição do aço nas siderúrgicas) são exportadas, anualmente, milhares de toneladas. Até novembro deste ano, o Brasil exportou mais de 455 mil toneladas. Uma queda de 36% em relação a 2020, ano que teve pouco mais 715 mil toneladas, segundo dados do Siscomex.


O presidente do Instituto Nacional das Empresas de Sucata de Ferro e Aço (Inesfa), Clineu Alvarenga, justifica que “o mercado interno está abastecido de sucatas metálicas e em condições de atender plenamente as usinas siderúrgicas e fundições”, por isso a diminuição nas exportações. E sucata ferrosa é só um dos itens que podem ser reaproveitados no grande mercado da reciclagem.


E neste artigo, vamos falar sobre:


- As atividades e atualização no mercado de trabalho.


- Tipos de materiais recolhidos pelos sucateiros.


- Consumo consciente e a importância de fazer um descarte correto de sucata, móveis e eletrodomésticos.


Atividades exercidas pelo trabalhador da coleta e seleção de material reciclável e a sua importância social


Você sabe quais as atividades estes profissionais fazem exatamente?


Eles coletam o material reciclável e ou reaproveitável para fazer a triagem correta e vendê-lo a empresas maiores.


Estes profissionais precisam estar sempre atualizados pelas normas da prefeitura da cidade onde moram e fazer, pelo menos, uma pequena leitura da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Nº 12.305) para melhorarem o atendimento aos clientes compradores (usinas de reciclagem).


Mesmo que você não entenda tudo o que diz esta legislação, é bom ter um conhecimento da lei para saber o que você deve fazer para melhorar o seu trabalho. Cartilhas sobre reciclagem também são muito importantes para sua atualização.


Participe também de cursos e palestras promovidas na cooperativa onde trabalha ou nas usinas de reciclagem que você tem contato. Quem sabe, com essas atualizações, você pode deixar fazer um serviço autônomo e se tornar um colaborador CTL numa empresa? Só depende de você!

Na grande maioria das vezes, o trabalho é exercido por profissionais de forma autônoma ou em cooperativas. Muitos trabalham “a céu aberto”. Logo são expostos a riscos de acidente na manipulação do material, acidentes de trânsito ou à violência urbana. Um cuidado importante é ter sempre o cartão de vacinas atualizado, algo importantíssimo para a prevenção da saúde.

O ideal é que esse profissional procure trabalhar em usinas de reciclagem que seguem as normas da CLT para ter melhores chances no mercado de trabalho e até mesmo um crescimento profissional, uma vez que o mercado da reciclagem está em constante ascensão devido às questões de sustentabilidade e conservação ambiental em todo o planeta.


Veja os tipos de materiais para revenda


  • Aço, ferro, cobre (neste item vão entrar as sucatas de eletrodomésticos e eletrônicos)



  • Vidro;

  • Papel, papelão;

  • Plástico;

  • Madeira (estruturas de telhados, portas, janelas e móveis) entre outros.

É importante ressaltar que grandes empresas de comércio de sucata não aceitam materiais comprados de catadores de recicláveis que trabalham fazendo a coleta nas ruas. Como o material é de “alto valor agregado”, estas empresas preferem adquirir o material de empresas ou pessoas que fazem o próprio descarte, porque a chance do material estar livre de impurezas é maior. As empresas fazem avaliação prévia da sucata para comprar.


Além dos catadores de “ferro velho” ou galpões de reciclagem, procure na sua cidade por empresas que comprem sucatas de eletrodomésticos ou máquinas industriais ou até mesmo móveis usados (Topa-Tudo).


Entidades filantrópicas também recebem doações de móveis para a própria instituição ou para famílias de comunidades assistidas por elas. Normalmente, empresas e entidades fazem o coleta sob agendamento prévio.





Um móvel que não te serve mais, pode perfeitamente servir para outra pessoa, não é mesmo? Pense nisso!


Importância dessa atividade e consumo consciente


Talvez muitos profissionais deste setor nem tenham ideia da grandiosidade do trabalho, não só pela questão financeira, mas atualmente é uma questão de saúde pública e saúde socioambiental.


As grandes empresas lucram milhões com a reciclagem. Já os pequenos profissionais levam vida simples e muitos apenas sobrevivem com o pouco ordenado que recebem.


Independente, porém do dinheiro no fim do mês, é um setor da economia é imprescindível para a sociedade.


É a famosa política dos 3Rs: Se não conseguirmos reduzir, vamos reutilizar o material. Não conseguimos fazer nenhum desses dois, vamos partir para reciclagem. Não é tão difícil assim, é só cada um fazer a sua parte


Recado importante: Ao verificar os resíduos da sua obra, separe a sobra de sucata para vender ou doar! O meio ambiente agradece!


E lembre-se de reservar um dinheiro na planilha de custos da obra para o aluguel de caçamba de entulho.


Caçamba legalizada de acordo com a legislação vigente é na Alugalogo! Faça agora orçamento!