Como fazer a correta poda das árvores e descarte adequado dos resíduos


O período de chuvas costuma trazer muitos transtornos quando o assunto são as podas das árvores, isso porque, é neste período que aumentam os acidentes em virtude de queda de galhos e até mesmo a queda da árvore se os devidos cuidados não forem tomados.


Além disso, depois da poda, é necessário fazer o descarte correto dos resíduos, que não devem ser alocados sem o devido cuidado. No artigo de hoje, vamos tratar de como fazer a poda correta das árvores e o devido descarte dos resquícios da poda, confira.


Tipos de poda


Atualmente, a maioria das prefeituras já tem seu próprio código de arborização urbana, indicando as melhores alternativas para plantio nas calçadas e como devem ser os cuidados na manutenção, porém, se você tiver árvores em casa é preciso ficar atento aos 3 tipos de poda existente, que são:


  • Podas de formação: Visa melhorar a aparência estética. Deve ser realizada desde que a planta seja uma muda de modo a conduzir o crescimento no formato adequado;


  • Poda de manutenção e limpeza: Evita problemas futuros ocasionados por galhos quebrados pelo vento e chuva ou ramos infectados por fungos, ou bactérias;


  • Poda de livramento: Quando produz algum risco a população ou ao patrimônio público, ou privado. É o caso das árvores cujos galhos alcançam a fiação de energia, por exemplo. Neste caso, a poda geralmente é realizada pelas prefeituras ou empresas de serviços públicos.


Quando a poda deve ser realizada?


As árvores respondem melhor às podas em determinadas épocas do ano e cada espécie tem seu momento mais adequado para a realização do corte:


  • Árvores que perdem quase toda folhagem durante o outono-inverno e florescem e frutificam na primavera-verão, devem ser podadas depois da perda das suas folhas, antes do florescimento;

  • Árvores que iniciam a floração no inverno, são melhores podadas logo após a floração;

  • Árvores que perdem suas folhas ao longo de todo ano, mas florescem durante o inverno, devem ser podadas entre o final do florescimento e o início da frutificação.


Como realizar a poda de forma correta?


Primeiramente é preciso verificar com a prefeitura do município se há a necessidade de vistoria e licença prévia para poda da árvore, isso porque há várias espécies da flora brasileira que necessitam de autorização para a poda, como, por exemplo, o Ipê Amarelo, Pau-Brasil, etc. No caso de espécies preservadas, a poda não pode ser feita sem a devida autorização, sob pena de autuação por crime ambiental.


A poda deve proporcionar que a espécie mantenha seu metabolismo, pois ele será essencial para recuperação da região amputada. Por este motivo, o processo tem um padrão de execução que é fundamental para a saúde da árvore.


Primeiramente, é preciso saber identificar onde o corte deve ser feito. O local exato para a realização da poda é na bifurcação dos galhos, onde se observa um pequeno círculo, chamado de anel. A parte superior deste entroncamento possui um volume mais grosso que é chamado de “crista”.


O corte final deve ser executado logo no final desta base mais grossa, assim, cortará o fluxo de nutrientes da região, evitando novos brotos indesejados. Mas ele não deve ser feito de uma única vez, pois pode provocar danos à árvore. Existe um método, chamado de “técnica de 3 cortes” para fazer a poda correta.


O primeiro corte deve ser feito a cerca de 30 cm do anel, debaixo para cima em cerca de 1/3 da largura do galho.


Cerca de 3 cm acima do primeiro corte, faz-se o segundo corte. Este mais profundo, cerca de 2/3 do galho. Neste momento, o peso do galho força a quebra da madeira, mas o corte anterior impede que o tronco lasque. Esta fase deve ser conduzida com o auxílio de cordas para evitar a queda brusca.


3º Corte


Somente depois disso, deve-se cortar o toco que sobrou no local definitivo, bem acima do anel.


As ferramentas apropriadas para o corte dependerá do tamanho dos galhos, mas geralmente podem ser usados tesourão de poda, arco de serra ou serrote. Não utilize serra elétrica sem treinamento adequado.


Como descartar de forma adequada os restos das podas?


Neste quesito, cada município estipula as suas próprias regras de descarte de lixo verde, porém há alguns quesitos que devem ser observados nesse descarte, como, por exemplo: amontoar os detritos na calçada atrapalha o trânsito de pedestres, prejudica o solo onde os restos foram largados e ajuda a atrair animais peçonhentos.


O que não pode ser feito?


(Sujeito a multa por parte da prefeitura da cidade até responder por crime ambiental)


  • Fazer a poda sem a devida autorização da prefeitura, mesmo essa estando dentro do terreno;

  • Deixar os dejetos soltos, fora de sacos de lixo em frente da sua casa.


O que deve ser feito?


  • Realizar a poda com segurança (escada firme e com altura adequada, cinto de segurança, luvas, corda, entre outros);

  • Se a quantidade de lixo for pequena, coloque em sacos e deixe na frente de sua casa no dia em que o lixeiro for passar.


Quer fazer a poda segura e o descarte correto dos resíduos da poda na sua casa? A Alugalogo tem caçambas para você alugar e descartar corretamente o lixo verde, entulhos e os mais variados tipos de lixo (consulte quais tipos podem ser descartados através da caçamba). Acesse a página inicial e realize uma busca pelo termo “caçamba”. Garantimos seu orçamento com muita agilidade e preço justo!


Facebook: facebook.com/alugalogo

Instagram: instagram.com/alugalogo

LinkedIn: linkedin.com/company/alugalogo/


#Alugalogo #podaconsciente #digital #caçamba #legislação #lixoverde #construçãocivil