Cálculo da Liberação de CO₂ no planeta e as formas de compensação de seus impactos

Você sabia que é possível medir a quantidade de emissão de CO₂?


Muito se tem falado atualmente sobre emissão de gases de efeito estufa (GEE), algo que preocupa bastante não só os ambientalistas, mas a sociedade de modo geral.

De acordo com o protocolo de Quioto, os principais gases reconhecidos como GEE são Dióxido de Carbono (CO₂), Metano (CH4) e Óxido Nitroso (N²O).


Neste artigo, vamos falar especificamente sobre o CO2 como GEE:


- Quantidade de emissão de CO₂ no planeta.

- O que é a pegada de carbono?

- Como fazer o cálculo de liberação de CO2?

- O que fazer para diminuir a emissão desse gás?


Para falarmos sobre o CO2 que tanto tem aumentado os problemas climáticos e ambientais no planeta, é preciso saber primeiramente...


O que é o carbono?


O carbono (C) é um elemento químico encontrado em quase tudo na natureza. Praticamente qualquer atividade que vamos fazer liberamos o carbono. Uma caminhada ou uma corrida, por exemplo, o carbono é liberado. Como, muitas vezes, o elemento está em associação com o oxigênio, ele pode ser bastante observado na atmosfera sob a forma de CO₂.


Situações como emissão de gases liberados na indústria, por combustíveis no transporte público ou liberados na construção civil são apenas alguns dos problemas que podem ocasionar o aquecimento do planeta, uma vez que o efeito estufa é algo natural na Terra.




Quantidade de emissão de CO₂ no planeta.


Segundo dados da Global Carbon Project, em matéria publicada no site BBC News, mais da metade da emissão de CO2 no planeta foi emitida nos últimos 30 anos. Imagine que em 2019, o mundo chegou a emitir 36,4 bilhões de toneladas de gás.




A cada dia, o planeta tem produzido maiores quantidades de CO₂ aumentando ainda mais o aquecimento global por causa dos altos níveis de poluição. Toda a atmosfera está sofrendo com os problemas climáticos, ambientais e de saúde humana em decorrência da urbanização e industrialização em escala exorbitante na sociedade atual.


Essa quantidade de emissão de gás carbônico deixa rastros, melhor dizendo pegadas...


O que é a pegada de carbono ou pegada de CO₂?


É um termo originado do inglês (carbon footprint) que serve para medir a quantidade de GEE, independente do tipo de gás. E eles são convertidos em carbono equivalente. Ou seja, a “calculadora” mede o impacto dos nossos hábitos no meio ambiente não só em casa, mas com transporte público e até mesmo com viagens.


Quaisquer atividades positivas ou negativas como queima de combustíveis, agropecuária, desmatamento, construção civil vão liberar o CO₂.


No entanto, muitas emissões de CO₂ são inevitáveis. Mas elas podem ser compensadas com projetos ambientais certificados. E uma destas compensações pode vir com o incentivo e uso de tecnologias limpas e a neutralização do carbono (como plantio de árvores e conservação de florestas).


Segundo dados da mesma matéria na BBC News, a China só pretende diminuir a emissão de gases daqui a 8 anos em 2030. Ela só está atrás dos EUA; o Brasil figura em quarto lugar, vindo depois da Rússia.


Para mudar esse quadro, é bom sabermos ou termos pelo menos uma ideia da pegada de Carbono que estamos deixando no planeta.


Como fazer o cálculo de liberação de CO₂?


Existem aplicativos que fazem esse tipo de cálculo. Com dados de gastos simples do dia a dia, o programa faz a “conta” e chega a um número aproximado do quanto uma pessoa ou uma empresa libera de CO₂ no planeta. Ele utiliza dados como os gastos diários de energia elétrica, água, transporte, viagens por exemplo.


E o que fazer para diminuir a emissão de CO₂?


Não basta apenas fazer o cálculo. É preciso mudar de atitude. Fazer construções verdes, sustentáveis, eficientes do ponto de vista ecológico.


No projeto da obra, inclua materiais reciclados, ou recicláveis. Faça a gestão correta de resíduos, utilize tetos solares para diminuir o consumo de energia elétrica.




Reduzir o consumo de água e até mesmo bens duráveis.

Esses são exemplos de ações que podem mudar o quadro de aquecimento global no planeta.

Alguns certificados de ISO fornecem ferramentas para a diminuição dos GEE, procure se informar com os engenheiros responsáveis pela obra.

Não só na construção civil, mas em toda a sociedade é sempre bom utilizar a regrinha dos 3Rs (reduzir, reciclar, reutilizar) que fará bastante diferença. Nunca é demais e nem é clichê falar novamente sobre o assunto.


Seja responsável com o meio ambiente!


Cada um deve fazer a sua parte, seja em casa ou no trabalho. O planeta pede socorro com os desarranjos no clima e desastres naturais. Nós ainda não percebemos que é preciso urgentemente respeitar a natureza para termos um planeta com melhores condições ambientais.


Cuidado ao fazer sua obra de reforma ou construção. Reserve sempre parte do orçamento para o aluguel de caçamba. Ela faz parte do correto gerenciamento de resíduos da construção civil (RCC). E falando em caçamba, você já fez seu orçamento? Não perca tempo! Alugalogo, clicando aqui!