top of page

5 práticas para reduzir a geração de resíduos nas construções


geração de resíduos nas construções
Fonte: Freepik

A cada construção, muitos resíduos são gerados e quando eles não são administrados, acabam trazendo danos para o meio ambiente e, consequentemente, para a sociedade. 


Por esse motivo, é necessário que os construtores e responsáveis pelas obras realizem um planejamento adequado para que ocorra uma boa gestão de resíduos, a fim de reduzir o desperdício ou a geração de materiais que são descartados. 


Para ajudar nesta questão, neste artigo você vai conferir 5 formas de realizar esta redução que trazem benefícios para todos. 


Por que a construção civil é um dos setores que mais gera entulhos?


De modo geral, as construções frequentemente envolvem grandes quantidades de materiais, desde tijolos e concreto até metais e madeira. Aliado a isso, o setor está constantemente envolvido em demolições e reformas, o que leva à remoção de estruturas existentes. 


A situação fica um pouco pior, pois os métodos construtivos tradicionais nem sempre incluem práticas eficientes de gestão de resíduos, contribuindo para o acúmulo de entulho. Por esse motivo, é ainda mais evidente que os responsáveis precisam buscar formas de reduzir e gerenciar corretamente o entulho gerado. 


Quais as consequências da inexistência ou ineficiência da gestão de resíduos?


Como já explicado, a inexistência ou ineficiência na gestão de resíduos na construção civil pode acarretar diversas consequências prejudiciais ao meio ambiente, à saúde humana e à sociedade como um todo, tendo como exemplos:


  1. Impactos Ambientais: O descarte inadequado de resíduos contribui para a poluição do solo, da água e do ar. Substâncias tóxicas presentes nos entulhos podem contaminar ecossistemas naturais, afetando a flora e fauna locais.

  2. Problemas de Saúde Pública: A exposição a resíduos perigosos pode resultar em problemas de saúde, especialmente para comunidades locais. Saiba que a liberação de substâncias químicas nocivas pode causar doenças respiratórias, dermatológicas e outros problemas de saúde.


  1. Obstrução de Vias Navegáveis: O descarte inadequado em áreas alagadas pode causar a obstrução de rios e córregos, levando a inundações e interferindo nos ecossistemas aquáticos.

  2. Degradação do Paisagismo Urbano: Acúmulos de entulho em locais urbanos geram uma estética negativa, impactando o paisagismo urbano e reduzindo a qualidade de vida para os residentes.

  3. Aumento de Custos: A falta de gestão adequada é capaz de deixar os custos mais elevados para a remoção e tratamento posterior de resíduos. 

  4. Desperdício de Recursos: A ausência de práticas eficientes de gestão de resíduos contribui para o desperdício de materiais que poderiam ser reutilizados ou reciclados, impactando negativamente a sustentabilidade.

5 práticas para reduzir a geração de resíduos nas construções


Planejamento de materiais


Antes mesmo do início da obra, um planejamento criterioso dos materiais a serem utilizados pode evitar compras excessivas e desperdícios. 


Avaliar a quantidade necessária e escolher fornecedores que possuam políticas sustentáveis contribuem para a diminuição do descarte desnecessário.


Reaproveitamento e reciclagem


Adotar práticas de reaproveitamento de materiais, como o uso de entulhos triturados na produção de novos elementos construtivos, reduz a demanda por matérias-primas virgens. 


Além disso, implementar sistemas de coleta seletiva no canteiro de obras facilita a reciclagem de materiais como papelão, plástico e metais.


Treinamento e conscientização


A capacitação dos profissionais envolvidos na obra, desde operários até gestores, é crucial para fomentar uma cultura de gestão sustentável de resíduos. 


A conscientização sobre a importância do descarte adequado e a prática de separação dos materiais desde a origem são alicerces para uma obra mais responsável.


Tecnologia e inovação


A incorporação de tecnologias inovadoras pode contribuir significativamente para a redução de resíduos. A implementação de métodos construtivos mais eficientes, como a impressão 3D de estruturas, pode reduzir a quantidade de materiais utilizados. 


Além disso, a aplicação de softwares de gestão de resíduos otimiza o controle e a destinação adequada.


Monitoramento Ambiental


Realizar monitoramentos periódicos do impacto ambiental gerado pela construção, por meio de análises de ciclo de vida e avaliações de pegada de carbono, proporciona uma visão abrangente dos efeitos da obra. 


Essas informações subsidiam decisões mais conscientes, visando à minimização do impacto ambiental e à preservação dos recursos naturais.


Concomitantemente a todas as dicas, é ideal que a construtora contrate uma empresa de caçambas licenciadas. Assim, os materiais descartados serão destinados aos locais corretos, diminuindo os danos que eles poderiam causar. 


A Alugalogo vai te ajudar na busca por uma empresa que segue os padrões e leis ambientais. Entre na plataforma, faça o cadastro e aguarde a cotação. 


Comments


bottom of page